Tag Archives: confrontos

Manifestação no Rio de Janeiro contra gastos da visita do Papa acaba em confrontos com a polícia – SIC Notícias

Manifestação no Rio de Janeiro contra gastos da visita do Papa acaba em confrontos com a polícia – SIC Notícias.

Advertisements
Image

PROTESTO DE ALUNOS ACABOU EM CONFRONTO COM A PSP

PROTESTO DE ALUNOS ACABOU EM CONFRONTO COM A PSP

PROTESTO DE ALUNOS ACABOU EM CONFRONTO COM A PSP

O presidente da Associação de Estudantes da Escola Secundária de Alberto Sampaio, em Braga, acusou, esta sexta-feira, a PSP de “investir” sobre os alunos que se manifestavam contra a criação de um mega-agrupamento e de lançar gás pimenta. Um dos alunos foi hospitalizado.

“Atiraram com gás pimenta para cima dos alunos, uns ficaram com os olhos inchados, outros com a boca a arder, houve agressões, não entendemos tanta violência quando a situação poderia ser resolvida com uma conversa”, disse Pedro Martins, presidente da Associação de Estudantes, em declarações ao JN.

Um dos alunos foi hospitalizado, por lesões causadas por gás pimenta.

Os pais dos alunos estão revoltados com a desproporcionalidade da intervenção da polícia e com a violência empregue sobre “alunos do 7.º ano”.

Na página do Facebook do Comando do PSP, esclarece-se que foi preciso garantir que os bombeiros tinham acesso ao portão para cortar o cadeado.

“Durante a intervenção, alguns alunos agarraram-se aos polícias na tentativa de os demoverem dessa intenção, cercando-os posteriormente. Para evitar a necessidade de intervenção com bastões de ordem pública, foi utilizado por um polícia, gás pimenta para cessar os atos referidos”, refere a mesma mensagem no Facebook.

“A Polícia lamenta este episódio e assume que a intervenção foi feita na medida e proporção a evitar uma intervenção mais “musculada””, acrescenta a PSP no Facebook.

Protesto contra mega-agrupamento

Os portões da Alberto Sampaio foram fechados a cadeado, manhã cedo, enquanto os alunos colocaram faixas pretas nas grades e formaram uma espécie de cordão humano frente ao portão principal, em protesto contra agregação da Escola Alberto Sampaio ao agrupamento de Nogueira, criando um mega-agrupamento que, segundo Pedro Martins, ficará com 3500 alunos.

A escola permanece sem aulas, agora já com os portões abertos. Os alunos continuam o protesto contra a integração da escola no mega-agrupamento. A PSP já retirou do local.

jn.pt